A Excitação da Conquista

As mulheres precisam entender que os homens amam a “excitação da conquista” e são altamente competitivos. Eles gostam de carros de corrida, de esportes e de caça. Gostam de consertar coisas, descobrir coisas, conquistar.

O jogo de gato e rato que as mulheres acham enlouquecedor é, na verdade, muito excitante para os homens. Essa é uma diferença básica entre os sexos. A mulher, em geral, caminha para chegar a um destino: um compromisso. Já o homem acha mais divertido o percusso para chegar ao destino.

A Mulher Poderosa compreende que, quando um homem deseja alguma coisa, ele vai à luta, e o fato de ter que correr atrás torna o objeto ainda mais atraente. Quando ele não obtém sucesso imediato, começa a ansiar pelo q procura. A mulher boazinha joga água fria nesse processo, porque o homem tende a ficar entediado com algo que não exige dele um grande investimento pessoal.

As pessoas não costumam valorizar plenamente o que é gratuito. Quando uma mulher vai para a cama com um homem imediatamente, isso não o atrai. Os homens com quem conversei admitiram que o sexo muito fácil, em geral, não era tão bom.

É como jogar em uma mesa de casino. Se  o sujeito ganha muito logo que chega, a noite de certa forma perde a graça. Mas, com pequenos ganhos alternados com algumas perdas, ele se sente altamente estimulado. Sua natureza masculina competitiva entra em ação e o faz ficar ali e lutar. E se estiver perdendo, lutará com mais vigor.

To be Continue…

 

Texto extraído do livro “Por que os homens amam as mulheres poderosas?” de Sherry Argov